uma declaração de amor ao exercício da paixão
home
contato
amar
.
letras
.
introdução
.
prefácio
.
livro
autor
.
exposição
.
patrocínio
.
contato
.
comprar
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conheci o jornalista Ucho Haddad durante um momento crítico da vida política paulista e nacional. Esse momento, quando lutávamos para manter a vida e sobretudo a dignidade humana do Governador Mário Covas em sua brava luta contra o Câncer deixou marcas profundas, indeléveis em nossa mente e sobretudo em nossos corações.

Nesse cenário tenso, chamou minha atenção a atitude presente, interessada, ativa e respeitosa do jornalista comprometido somente com a correção da informação.Tendo em mente este perfil, seria mesmo esse jornalista o autor de reportagens e investigações tão polêmicas? Tornamo-nos amigos e descobri que sim.

Descobri seu lado combativo e inquieto na busca incessante da verdade, sem nunca abandonar um dos princípios mais importantes da atividade jornalística que é a ética.

Descobri também sua modernidade e vanguardismo na ousada utilização de e-mails para criar uma nova forma de divulgação de seu trabalho jornalístico, através da “UH! Comunicação Ilimitada” num conceito ágil de disseminação de informações.

Apesar dessas descobertas, Ucho Haddad conseguiu mais uma vez me surpreender quando fui convidado para prefaciar um novo livro de sua autoria. No início, fiquei preocupado e curioso. Seria mais uma obra de investigação ou dossiê polêmico? Que desafio esse amigo me lança!

Com emoção e, confesso, certo alívio, vi-me diante de uma obra de poesias. Novamente veio a pergunta: Seria mesmo ele o autor desta obra de gênero tão diverso dos que carrega em seu currículo? Afirmo que sim.

Percorrendo cada página de “Letras do Coração” sente-se a presença e a energia de Ucho Haddad. Vejo transportado para a poesia todo o sentimento, paixão e reflexão do jornalista investigativo. Segue uma variedade imensa de emoções. O relato de um coração aberto e sem censura que passeia pelas sensações de forma desbragada e sem pudor.

Como médico, encontro com bom humor até algumas referências à minha área, nos poemas Patologia, Radiologia e Enfermo da Saudade, num verdadeiro tratado estudando esse sentimento tão profundo e tão comum a todos nós. Contudo, sinto que sem dúvida o poema que mais nos une é “Decidindo pela Vida”, onde numa reflexão de rara profundidade, busca-se explicações e não justificativas; revela-se que mesmo a dor pode gerar transformações e vitória.

Seguem novas surpresas. Encontros, mas sobretudo desencontros. Silêncio. Distância. Sonho. Encantamento. Enfim, toda a multiplicidade de sentimentos em ebulição que giram em torno da Paixão. “Reverso da Paixão”. “Sinopse da Paixão”. “Mea Culpa”. “Tão longe, tão perto”.Seus poemas formam um conjunto cujos títulos se transformam em novos poemas, num fluxo constante, numa “Vontade sem fim”, num “Certo momento certo”.

Ucho Haddad, mais do que um autor eclético, é um poeta apaixonado. Que novas surpresas virão?

Doutor Sami Arap

Sami Arap é médico urologista e Professor Titular de Urologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Letras do Coração - Todos os direitos reservados - letrasdocoracao.com.br - 2004-2008